Archive for January, 2011

Posted in Sem categoria on January 20, 2011 by Dan Duke

Premissa…continuação
Queridos amigos, eu sei que alguns estão esperando a parte 2 do meu blog sobre o Princípio 4P. Entretanto, eu desejo continuar com a parte 1, Premissa, e acrescentar outro importante ingrediente. A Parte 2 e a continuação do ensino serão postadas brevemente. Obrigado por sua paciência.
Como expliquei no blog anterior, “Premissa” é definida como: “uma proposição que serve de base para, ou ajuda a se chegar a uma conclusão”. Em meu primeiro blog, eu expliquei que a “premissa da minha vida, que me leva a uma conclusão” é Gálatas 6:7, “Não vos enganeis, de Deus não se zomba, aquilo que o homem plantar, isso ele vai colher”. A “premissa” fundamental da minha vida é que eu posso, e na realidade, colherei exatamente aquilo que eu semear. E é um engano do diabo, e uma zombaria para com a Palavra de Deus e sua integridade, quando eu acredito que posso semear coisas boas, e não receber uma boa colheita em retorno!

Enfatizando o blog anterior, eu reconheço outra “premissa” em minha vida, esta é: ADORAÇÃO VEM ANTES DO SERVIÇO.
Minha preocupação é que você, o leitor, responda: “Sim, eu sei disso”, e rejeite a seriedade e profundidade desta declaração. Adoração vem antes do serviço.
A religião e todos os ensinos religiosos enfatizam “obras” e menosprezam a adoração verdadeira e pura a Deus. No entanto, seu primeiro e mais alto chamado é a adoração. Deus busca aqueles que O adorarão em Espírito e em verdade.
Não se discute que a Escritura nos admoesta a “guardar as boas obras”, e não faltam pessoas querendo servir a Deus e trabalhar para Ele. Nós devemos servir a Deus, mas não à custa de uma vida de adoração. Este é um bom motivo. Porém, esta filosofia poderia ser comparada a um homem dizendo que trabalha muito e traz seu contracheque para casa como prova de amor por sua esposa, mas nunca diz a ela: “Eu te amo”. É verdade que a esposa aprecia o apoio e trabalho duro de seu marido, mas isto não substitui a intimidade. Da mesma forma, podemos ser profundamente desafiados pelas palavras de Jesus quando Ele ensinou Seus discípulos: “muitos virão a Mim naquele dia e dirão, Senhor nós profetizamos em teu nome, e em teu nome expulsamos demônios, e fizemos muitas obras maravilhosas, mas eu direi a eles, apartai-vos de mim, eu nunca vos conheci. Eles podem ter trabalhado para Ele, mas nunca vieram estar com Ele! Adoração vem antes do serviço.
Adoração é um ato deliberado de se achegar a Deus em reverência. Adoração não é um acontecimento público, mas uma experiência particular entre você e Deus. Adoração não deveria ser feita no meio de muitas outras atividades. Deve-se separar tempo simplesmente para adorar. Adoração vem antes da obra, na realidade, seu trabalho para Deus deveria ser uma extensão da sua adoração a Deus. Se, o que você faz para Ele vem da sua intimidade com Ele, seu trabalho vai produzir fruto eterno e verdadeiramente O glorifica. Este deveria ser nosso desejo número 1. Você adorou Jesus hoje?
Vem mais…

Premise…continued

Posted in Sem categoria on January 19, 2011 by Dan Duke

Beloved friends, I know some are waiting for part 2 of my 4 part blog on the 4 P Principle. However, I want to continue with part 1, Premise, and add another important ingredient. Part 2 and the continuation of the teaching will be posted shortly. Thank you for your patience.

As I explained in the previous blog, “Premise” is defined as, ” a proposition supporting pr helping to support a conclusion.” In my first blog I explained that the “premise of my life leading to a conclusion” is Galatians 6:7, “Be not deceived, God is not mocked, Whatsoever a man sows, that will he reap.” The foundational “premise” of my life is that I can, and in fact will, reap exactly what I sow and that it is a deception of the devil and a mockery to God’s Word and integrity to believe that I can sow good things and not receive a good harvest in return!
As a follow-up the the previous blog I have recognized another “premise” in my life. It’s this, WORSHIP COMES BEFORE SERVICE.”
My concern is that you, the reader, will respond, “Oh I know that” and dismiss the seriousness and depth of that statement. Worship comes before service.
Religion and all religious teachings emphasize “works” and deemphasizes true and pure worship to God. However, your first and highest calling is worship. God seeks those who will worship Him in Spirit and in truth.
There is no arguing the point we are admonished in Scripture to “maintain good works” and there seems to be no shortage of people who want to serve God and work for Him. Serve God we should but not at the expense of a life of worship. Some might argue that their work and service is worship. That’s a good point. However, that philosophy could be likened to a man who says I work hard and bring my paycheck home to prove I love my wife but never tells her “I love you.” True the wife appreciates the support and hard work of her husband but that does not take the place of intimacy. Likewise, we may be deeply challenged by the words of Jesus when He taught his disciples, “many will come to Me in that day and say, Lord we prophesied in your name, and in your name we cast out devils, and did many wonderful works, but I will say to them, depart from me, I never knew you. The may have worked for Him but they never came to be with Him! Worship comes before work.
Worship is a deliberate act of approaching God in reverence. Worship is not a public event but a private experience between you and God. Worship should not be done “on the go.” Time must be set aside daily simply to worship. Worship comes before work and, in fact, your work for God should be an extension of your worship to God. If what you do for Him comes from your intimacy with Him your works will bring forth eternal fruit that truly glorifies Him. That should be our number one desire. Did you worship Jesus today?
More to follow…

O Princípio “4-P” (4 perguntas a serem respondidas) Volume um

Posted in Sem categoria on January 13, 2011 by Dan Duke

Esta é a primeira de 4 mensagens que tratam de 4 palavras, e de como elas podem levá-lo ao cumprimento do chamado e propósito de Deus. Eu as apresentarei em uma sequência de artigos até completar o ensino do princípio de “4-P”.

As 4 palavras que eu quero que você lembre são: Premissa, oração, promessa e provisão.

A primeira é PREMISSA.

Premissa é definida como: “Uma proposição que serve de base para, ou ajuda a se chegar a uma conclusão.” Pode-se dizer que uma pessoa fala baseada em certa “premissa.” Em outras palavras, uma conclusão prévia. Tal conclusão, seja ela qual for, é uma força ponderosa em sua vida para o bem ou para o mal, e todo mundo tem uma “premissa”.

Eis a minha “premissa”: Gálatas 6:7, “Não se deixem enganar (pelo diabo), não se zomba de Deus (o diabo não zomba), o que o homem semear, isto ele também ceifará”. Esta verdade é a fundação da minha vida.

Tudo em minha vida e ministério opera através desta “premissa”: o que eu semeio, eu colho. O engano e zombaria do diabo é sua tentativa de me convencer do contrário. O engano e zombaria do diabo é que eu posso semear um tipo de semente e colher um tipo diferente de colheita. Ou, pode ser a mentira de que eu posso dar para Deus e não receber nenhum retorno. Isto é engano e zombaria para Deus! Se eu semear boas coisas, eu colherei boas coisas. Se eu semear no Espírito, eu colherei da vida eterna do Espírito.

É óbvio o princípio de que toda semente deve produzir aquilo que é sem exceção. Maçãs produzem maçãs, todo o tempo e em todo lugar. Sementes de maçã plantadas no Brasil produzem maçãs. Sementes de maçã plantadas na África ou China também produzem maçãs. É a lei de Deus que não pode ser alterada. O poder da reprodução reside na semente. Então, minha “premissa” é que eu determino o resultado da minha vida e esforços, ao determinar as sementes que semeio, e onde eu as semeio.

Toda semente tem uma tarefa dada por Deus de produzir exatamente o que é. Sementes de dinheiro produzem dinheiro, sementes de carro produzem carros, sementes de amor produzem amor, sementes de graça produzem graça, sementes de perdão produzem perdão, e assim por diante. Aquilo que você precisa ou deseja determina a sua semente.

Escute esta poderosa verdade, sua colheita não vem segundo a semente que você tem, mas segundo a semente que você semeia. Quando você determina a colheita desejada, você está identificando a semente a ser semeada. Toda semente produz aquilo que é. Você pode orar por algo que precisa ou deseja, mas sua colheita não é o resultado de sua oração. Sua colheita é o resultado de uma semente semeada pela fé. Você pode estar perguntando a Deus: “Onde está o meu milagre?” Deus responderá: “Onde está a sua semente?” Sem semente, sem colheita!

Esta é a “premissa” da minha vida, está é a “proposição que ajuda a sustentar a minha conclusão”. Minha conclusão é que eu determino minha colheita em toda esfera plantando o tipo certo de sementes, na quantidade certa, e no lugar certo.

A Bíblia é a melhor fonte de informação e revelação sobre o assunto de semear esperando uma colheita. Eu sugiro que você pesquise as Escrituras para ser convencido desta verdade. Eu poderia dar-lhe as Escrituras e referências bíblicas, mas isto não produzirá os mesmos resultados, como se você mesmo abrir a Palavra de Deus. Em outras palavras, eu não vou fazer todo o trabalho.

Todo mundo tem uma “premissa”, que pode ser consciente ou inconsciente, depende do indivíduo. A “premissa” é a fundação sobre a qual alguém vive. Por exemplo, uma pessoa que acredita ser malquista, ou sem atrativos sempre será governada e dominada por está “premissa”, e descobrirá que as pessoas reagem a ela exatamente desta forma. Uma pessoa negativa, e que tem uma “premissa” negativa sempre se conduzirá de uma forma negativa, pois ela tem um quadro negativo desenhado em sua mente.

Qual é sua “premissa”? Eu lhe falei da minha “premissa”, e a sua pode ser diferente, e provavelmente é. No entanto, eu realmente encorajo você a examinar a si mesmo, e responder a pergunta: “Qual a premissa da minha vida?” Esta é uma tarefa difícil, e vai exigir uma análise bem séria de sua parte.

Sua “premissa” vai levá-lo à sua oração, então à sua promessa, e finalmente, vai levá-lo a descobrir sua provisão, o que vai trazê-lo, então à realização do seu desejo.

Aguarde minha próxima mensagem.

d.d.

 

The “4-P” principle (4 questions to answer) Volume one

Posted in Sem categoria on January 11, 2011 by Dan Duke

This will be the first of 4 messages that address 4 words and how they lead you to the fulfillment of your call and purpose in God. I will present them to you in sequence then with each following article will complete the teaching on the “4-P” principle.

The 4 words I want you to remember are: Premise; prayer; promise and provision.
The first is..

PREMISE.

Premise is defined in the English language as, “A proposition supporting or helping to support a conclusion.” It could be said that a person speaks from a certain “premise.” Or in other words, a foregone conclusion. That conclusion, whatever it may be, is a powerful force in your life for good or evil and everyone has a “premise”.

Here is my “premise.” Galatians 6:7, “Be not deceived (by the devil), God will not be mocked (by the devil), Whatever a man sows, that is what he will reap.” That truth is the foundation of my life.

Everything in my life and ministry operates through and by this “premise” what I sow I will reap. It is the deception and mockery of the devil to attempt to convince me otherwise. The deception and mockery of the devil is that I can sow one type of seed and reap a different kind of harvest. Or, it may be the lie that I can give to God and receive nothing in return. That is deception and mockery to God! If I sow good things I will reap good things. If I sow to the Spirit I will reap of the Spirit eternal life.

The principle is evident that every seed must produce what it is, no exceptions ever. Apple seeds produce apples every time in any place. Apple seeds planted in Brazil produce apples. Apple seeds planted in Africa or China still produce apples. It’s the law of God that cannot be altered. The power of reproduction is resident in the seed. So my “premise” is I determine the outcome of my life and efforts by determining what seeds I sow and where I sow them.

Every seed has an assignment from God to produce  exactly what it is.  Money seeds produce money, automobile seeds produce automobiles, love seeds produce love, grace seeds produce grace, forgiveness seeds produce forgiveness and so on. What you need or desire determines your seed. Listen to this powerful truth, your harvest does not come according to the need you have but according to the seed you sow. When you have determined the harvest you desire you have identified the seed you must sow. Every seed produces what it is. You can pray for something you need or desire but your harvest is not the result of your prayer. Your harvest is the result of a seed that is sown in faith. You may be asking God, “where is my miracle?” God will reply, “Where is your seed?” No seed no harvest!

That is the “premise” of my life, that is the “proposition that helps support my conclusion.” My conclusion is that I determine my harvest in every realm by planting the right kind of seeds in the right amount and in the right place. The Bible is the best source of information and revelation on the subject of sowing a seed in anticipation of a harvest. I recommend you search the Scriptures to become convinced of this truth. I could give you the Scriptures and Bible references but that will not produce the same results than for you to open the Word of God for yourself. In other words, I’m not doing all the work.

Everyone has a “premise” which may be conscious or unconscious depending on the individual. The “premise” is the foundation from which someone functions. For example, a person who believes he or she is unpopular or unattractive will always be ruled and dominated by that “premise” and will discover people react to them in the exact same way. A person who is negative and has a negative “premise” will always conduct themselves in a negative way because they have a negative conclusion pictured in their mind.What is your “premise”? I have told you my “premise” and yours may be different, it probably is. However, I strongly encourage you to examine yourself and answer the question, “what is the premise of my life.” That is a tall order and it will require some serious thinking on your part. Your “premise”will lead you to your prayer, then to your promise, and finally to discover your provision which will bring you to the conclusion you desire.

Stand by for my next post.

d.d.

O Mundo em Transformação

Posted in Sem categoria on January 5, 2011 by Dan Duke

O Mundo em Transformação

A grande maioria dos leitores do meu blog é brasileira, mais de 4000 pessoas. No entanto, o peso que carrego hoje é os Estados Unidos, e a condição em que a nação se encontra, e como esta afetará o Brasil. Os Estados Unidos se encontra no que pode ser considerado, o ponto mais baixo da história espiritual, econômica, e moralmente. Parece que a América tem estado em um declínio por décadas. A única solução é um radical mover de Deus que resulte em um grande despertamento. Isto aconteceu antes, e pode acontecer novamente. Sem dúvida a América lidera o chamado “mundo livre”, que inclui o Brasil. Eu ainda me atrevo a dizer: “à medida que a América avança, o Brasil avança.”

Com relação ao Brasil, eu já vejo os ditos sinais de declínio. Uma indicação é a nova prosperidade que tem atraído a atenção da nação. Alguns antecipam que o Brasil se tornará a quinta economia mais forte do mundo em poucos anos. É vital que os Cristãos entendam que a abundante prosperidade não é necessariamente um sinal da aprovação de Deus. Eu creio que Deus quer que prosperemos, mas a prosperidade em si traz certas tentações, especialmente se for interpretada de maneira errada. Como já disse, prosperidade nem sempre é um sinal da aprovação de Deus.

A Bíblia promete bençãos financeiras e prosperidade a todos que participam das promessas com Abraão, o pai de todos os que vivem pela fé. Todavia, a aliança da benção e prosperidade era para estabelecer a Sua (de Deus) aliança. A aliança era que “todas as nações da terra fossem abençoadas.” A aliança não era somente que nós seríamos abençoados, mas que nós “seríamos uma benção.” Assim, mais benção e prosperidade vêm para nos capacitar a sermos uma benção para todas as nações do mundo.

A América está mudando, a assim também o Brasil. É imperativo que a igreja Cristã no Brasil não perca o foco e esqueça o propósito que é ser um canal de benção. O grande erro de Israel foi ver a si mesmo como o objeto da benção de Deus (“o povo escolhido de Deus”). Enquanto é verdade que eles eram “escolhidos”, eles foram escolhidos para um propósito, um propósito que eles se recusaram a cumprir.

Este propósito de abençoar as nações foi passado para a igreja, e eu temo que esta tenha cometido o mesmo erro. Toda prosperidade, seja em uma nação ou em um indivíduo é para ser benção e derramar aquilo que Deus dá. Por mais que eu valorize a benção e prosperidade de Deus, eu sou consciente de seu efeito intoxicante.

Eis meu ponto de vista. Deus está abençoando o Brasil e trazendo um grande crescimento. Você deve agarrar a oportunidade para crescer em todas as esferas, inclusive financeiramente. No entanto, o crescimento vem para capacitá-lo a fazer mais por aqueles ao seu redor. Não veja a si mesmo como o “objecto”, veja-se como o “canal”. O que Deus faz em você, nunca é para você mesmo. O que Deus faz em você, Ele deseja fazer através de você. Na realidade, quanto mais Deus puder fazer em você, Ele poderá fazer através de você. Quanto mais Ele der a você, mais você poderá dar. Nesta estação de prosperidade, mantenha seu foco e prioridade corretos. Se você aprender a usar sua prosperidade corretamente não haverá limites para o que Deus pode fazer. Não compre coisas das quais não precisa, não entre em débitos irresponsáveis, seja fiel no seu dízimo e ofertas para a obra de Deus. Constantemente desenvolva seu relacionamento de amor com Jesus, e veja a si mesmo como Seu representante em todas as coisas.

Há uma grande responsabilidade atrelada as bençãos e a prosperidade. A Bíblia diz que o primeiro requisito de um mordomo (alguém a quem são confiadas as bençãos de Deus) é ser fiel.

Falarei mais sobre este assunto no próximo blog.

O Senhor abençoe você.