Archive for May, 2011

O Objeto da Benção de Deus

Posted in Sem categoria on May 16, 2011 by Dan Duke

“Qual é, pois, a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, sob todos os aspectos. Principalmente porque aos judeus foram confiados os oráculos de Deus” (Rm 3:1-2)
Israel recebeu o privilégio de ter a Palavra de Deus e a responsabilidade de levar esta palavra, o evangelho da Graça, às nações. Eles se recusaram e fracassaram em aproveitar uma maravilhosa oportunidade.
Em minha opinião, o problema fundamental é que eles viram a si mesmos como o objeto da benção de Deus. Por exemplo, eles são geralmente chamados “o povo escolhido”. Hoje, na igreja do Novo Testamento somos tentados a cometer o mesmo erro.
Eu digo que isso foi um erro porque Israel nunca foi o objeto da benção de Deus, mas eles receberam a ordenança de ser o canal da benção de Deus. O propósito de Israel era apresentar Deus às nações do mundo. Eles se recusaram a obedecer.
A igreja do Novo Testamento herdou a mesma oportunidade e missão. É verdade que podemos ser o objeto de Sua afeição, mas não o objeto de Sua benção. Jesus é o objeto, nós somos os canais.
A diferença entre um objeto e um canal é simplesmente este: se você se considera o objeto, aquilo que Deus faz para em você. Se você se vê como o canal da benção de Deus, aquilo que Ele faz em você, ou lhe dá, flui através de você para outros.
O princípio é simples, todavia profundo e fundamental para sua vida cristã. A obra de Deus em sua vida nunca é para você como o objeto. Ao contrário, Ele deseja abençoá-lo para torná-lo uma benção. Veja Gênesis 12:1-3.
Você entendeu?
Como já dissemos, nós como filhos de Deus podemos ser os objetos de Sua afeição, mas aquilo que Ele faz em nós, e nos dá é para nos capacitar a deixarmos Sua bondade fluir através de nós até outros.
Você deve se recordar do encontro de Jesus com Pedro depois de Sua ressurreição. Pedro havia negado Jesus três vezes, e alegou “não conheço aquele homem” (Veja Mateus 26:72-74). Pedro voltou a pescar com os outros discípulos quando, de repente, Jesus apareceu na praia. Pedro foi até Ele, e Jesus lhe perguntou três vezes: “Pedro, tu me amas?” Pedro respondeu a cada pergunta com, “Sim, Senhor.” Jesus respondeu, “Alimente minhas ovelhas.”
É óbvio que Jesus e Pedro amavam um ao outro. O que é verdade também sobre você e eu. Ele nos ama, e nós O amamos. Então, a palavra Dele para nós é a mesma dita a Pedro, “Se você me ama, alimente minhas ovelhas.” Em outras palavras, permita que o amor de Jesus e Sua benção fluam através de você e toque outros.

Tenho provado em minha vida que enquanto eu permito que o amor e a benção de Deus fluam através de mim, Seu amor e benção nunca cessam. A única forma de eu parar o fluir da benção de Deus é quando me vejo como o objeto, ao invés de como o canal.
Você compreende isso? Você percebe o que estou dizendo? Você entende o princípio? Você aceitará o convite para “ser uma benção?”
Um dos mais grandiosos versículos na Bíblia, e um princípio pelo qual eu tento viver é este: “Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles.” (Veja Mateus 7:12)
Sua vida é um registro inegável de semeadura e colheita. Você receberá tudo quanto você estiver disposto a dar, mas você deve dar primeiro. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão. (Veja Lucas 6:38)
Vou repetir, você receberá de volta em sua vida qualquer coisa que você estiver disposto a dar, porém você tem que dar primeiro.
Poderíamos falar muito mais sobre este assunto. É um dos princípios básicos de vida, e a chave para todo sucesso e favor. Você receberá em sua vida aquilo que estiver disposto a dar, porém você deve começar o processo dando primeiro. Você não pode receber aquilo que não deu. Este é um princípio tão poderoso quando é entendido e aplicado!
A começar de hoje, eu sugiro que você decida que tudo o que Deus fizer em sua vida fluirá livremente através de você para tocar e abençoar outros. Ao fazer isso, você descobrirá uma provisão infindável do amor, graça e favor de Deus fluindo através de você.

Que Deus o abençoe através desta palavra.

Advertisements

The Object of God’s Blessing

Posted in Sem categoria on May 14, 2011 by Dan Duke

“What advantage has the Jew? Or what profit is there of circumcision? Much every way, chiefly because that unto them were committed the oracles of God.” (See Romans 3:1-2)
Israel was given the privilege of receiving the Word of God and the responsibility of taking that word, the gospel of Grace, to the nations. They refused and failed to fulfill a wonderful opportunity.
As I understand it, the fundamental problem is they saw themselves as the object of God’s blessing. For example, they are often called, “the chosen people.” Today in the New Testament church we are tempted to repeat the same mistake.
I call it a mistake because Israel was never the object of God’s blessing but was ordained to be the channel of God’s blessing. Israel’s purpose was to present God to the nations of the world. They refused
The New Testament church has inherited the same opportunity and mission. It is true that we may become the object of His affection but not the object of His blessing. Jesus is the object; we are the channels.
The difference between an object and a channel is simply this; if you consider yourself the object what God does in you stops with you. If you see yourself as a channel of God’s blessing what He does in you or gives to you flows through you to others.
The principle is simple but profound and fundamental to your Christian life. God’s work in your life is never about you as the object. On the contrary, He desires to bless you in order to make you a blessing. See Genesis 12:1-3.
Do you understand?
As I have said we as God’s children may be the objects of His affection but what He does in us and gives to us is to enable us to allow His goodness to flow through us to others.
You will remember the encounter Jesus had with Peter after His resurrection. Peter had denied Jesus three times and claimed he did not “know the man.” (See Matthew 26:72-74). Peter had returned to fishing along with other of the disciples when suddenly Jesus appeared on the shore. Peter went to Him and Jesus asked three times, “Peter do you love me?” Peter responded to each question with, “Yes Lord.” Jesus responded, “Feed my sheep.”
It is obvious Jesus and Peter loved each other. The same is true of you and me. He loves us and we love Him. So, His word to us is the same as to Peter, “if you love me feed my sheep.” In other words, allow Jesus’ love and blessing flow through you to touch others.
It is proven in my life that as I allow God’s love and blessing flow through me that His love and blessing never stops. The only way I can stop the flow of God’s blessing is to see myself as the object rather than the channel.
Do you get it? Do you see what I’m saying? Do you understand the principle? Will you accept the invitation to “be a blessing?”
One of the greatest verses in the Bible and a principle I attempt to live by is this, “Whatever you desire that men would do for you, you do it [first] to them.” (See Matthew 7:12)
Your life is an undeniable record of reaping what you have sown. You will receive whatever you are willing to give, but you must give it first.
Give and it will be given [back] to you, good measure, pressed down, shaken together, and running over shall men give unto you. (See Luke 6:38)
Again I will say, you will receive in your life whatever you are willing to give, but you must give it first.
So much more could be said concerning this subject. It’s one of life’s basic principles and the key to all success and favor. You will receive in your life what you are willing to give, but you must begin the process by giving it first. You cannot receive what you have not given. That principle is so powerful when understood and applied.
Beginning today I suggest you determine that whatever God does in your life will freely flow through you to touch and bless others. In doing so you will discover a never-ending supply of God’s love, grace, and favor flowing through you.
May God bless you by this word.